QUANDO DOIS CAMINHOS SE ENCONTRAM

QUANDO DOIS CAMINHOS SE ENCONTRAM

Guto Pinto “O Caminho que pode ser nomeado não é o Caminho”.  Lao Tsé O livro narra a vivência de Augusto ao longo dos 800 km do ‘Caminho de Santiago de Compostela’.  Trilhado por milhares de peregrinos, muitas experiências já foram vividas e relatadas sobre os processos de transformação que ocorrem no interior do caminhante.  O Caminho é uma metáfora da nossa peregrinação pelo planeta terra, ao longo de nossa vida.  Não sabemos como vai ser, o que vamos encontrar, que experiências viver. É preciso viver cada dia enquanto se vai deixando pelo caminho muitas das coisas que levamos as quais julgávamos indispensáveis, pois a mochila pesa mais em cada dia vencido. É o aprendizado da renúncia e a aceitação resignada das perdas. Ao longo da vida vamos perdendo os cabelos, os dentes, o viço, a juventude, a disposição, a memória, os sentidos fraquejam, os amigos viram lembranças e sabemos afinal que estamos prestes a chegar. É o aprendizado do…