petróleo

ARÁBIA SAUDITA E A SECRETA BOMBA FINANCEIRA

ARÁBIA SAUDITA – O que ainda não contei. Há cinco anos atrás, encontrei-me com um velho amigo argentino, executivo da sucursal de um grande banco europeu e residente em Nova York.  Fomos comer um brunch no restaurante Balthazar, em pleno Soho, e entre vinhos e saborosa comida discutimos a situação da economia americana a qual acompanho de perto, há bastante tempo. Meu interlocutor estava muito otimista e comentou que os EUA estavam desenvolvendo uma nova tecnologia ligada ao setor energético que era tão rentável que seria capaz de pagar, em 10 anos, a totalidade da dívida nacional. Disse-me que se tratava de um quase segredo de estado e que iria colocar a OPEP de joelhos. —Nesse caso, esse “segredo” deve estar relacionado com o petróleo e, se me permite a intromissão, com as pesquisas relacionadas às rochas de xisto, estou certo? Ele tentou disfarçar a surpresa e acrescentou que se tratava de segredo para o grande público e para a…

A NOVA GUERRA DO PETRÓLEO

Os EUA desenvolveram nos últimos anos uma tecnologia revolucionaria e inovadora para a extração de petróleo das rochas de xisto, chamada de fracking que consiste basicamente na injeção de água com alta pressão nas rochas e recolhimento do petróleo em poços horizontais. Nada comparável ao pré-sal que pretende extrair petróleo nas profundidades de 6 a 7 Kms sob as águas do oceano, com  altíssimos custos e alto risco de produzir desastres ecológicos de proporções mundiais. Para se ter uma ideia mais acurada da questão basta citar que na perfuração de poços convencionais, os verticais, 2/3 dos poços ou mais são secos ou antieconômicos. Nos poços horizontais das rochas de xisto, 95% dos poços são produtivos. Se você fosse agraciado com uma fortuna de herança, onde investiria seu dinheiro no negócio de petróleo? Apesar das analises e opiniões de analistas desmerecendo a nova tecnologia, como pode ser observado pela internet nos anos de 2010,2011 e 2012, o fato real é que…