Livro “ANTOLOGIA PESSOAL”

Comentário de Alex Waller

Lançado neste mês de novembro, pela editora KBR, o livro “ANTOLOGIA PESSOAL” do escritor Dagoberto Aranha Pacheco está sendo comercializado pela AMAZON, em todo o mundo.

O autor faz uma retrospectiva de sua vida, pessoal, profissional, familiar e social, sob a ótica de um homem maduro e experiente.

Num retrospecto de sua infância, analisa a relação com os pais e revela como o exemplo deles em acontecimentos simples e corriqueiros foram determinantes na formação de seu caráter. Pensador, meditador, filósofo, conferencista e escritor, Dagoberto apresenta em Happy Hour uma série de palestras numa linguagem que se parece a uma conversa íntima com o leitor. Nelas apresenta sua visão de estratégia e táticas para exemplificar a importância de se adotar uma estratégia de vida.

Segundo ele, viver é muito perigoso, tanto na vida social como no trabalho e nas disputas pela carreira profissional estamos sempre cercados de inimigos prontos para nos puxar o tapete.De forma agradável e em linguagem simples ele ensina o que fazer para garantir a sobrevivência e o êxito na vida. Como fazer as escolhas adequadas a cada situação, como vencer o comodismo e como se manter preparado para as surpresas. Explica porque resistimos a mudar, qual é a raiz do medo, como nos comportamos ante as inovações e porque devemos imitar as borboletas.

Aborda as transformações de nossa época e como elas nos estão afetando e abalando nossa saúde e como devemos nos comportar ante as mudanças inevitáveis. Amplia sua visão de como administrar o tempo ocioso, penetra no difícil tema da espiritualidade e finaliza com uma abordagem filosófica sobre a saúde do corpo e do espírito.

A Antologia contém algumas cartas a sua mãe na qual Dagoberto revê seus conceitos infantis e descobre à luz de um pensamento maduro, conquistado por uma vida cheia de ricas experiências, um novo significado dos ensinamentos e atitudes que modelaram a sua formação.

Trata-se de um livro denso, cheio de ensinamentos para serem pensados e refletidos. Com grande experiência na arte da meditação que a pratica há cerca de meio século, Dagoberto foi além, nos brindou com sua visão de espiritualidade através de diálogos extremamente ricos que manteve com um personagem da idade média. Discute a prática da Aceitação, a prática da Entrega, o Amor e o Poder e finalmente a experiência da Unificação ao Eu Superior.

É um livro soberbo para ser digerido devagar e relido algumas vezes.

 

 

Deixe você também seu comentário: