Letter 05–Guerra das moedas está em Curso

Dagoberto Aranha Pacheco

A China está planejando há muito tempo destronar o Rei Dollar. Vem pressionando o FMI – Fundo Monetário Internacional para incluir o Yuan na categoria de moeda reserva. Os EUA vinham fazendo ‘lobby’ para que isso não acontecesse, mas será muito difícil para o Fundo negar novamente. Se foi concedido ao Japão, à Austrália, Canadá, Inglaterra e Suíça fazerem parte do SDR basket (Special Drawing Rights) como negar essa categoria a um país que em uma única geração tornou-se o primeiro em comercio internacional e a segunda economia do planeta, após abandonar o comunismo e aderir ao capitalismo?

Para garantir o sucesso dessa operação e vencer as oposições que são numerosas e poderosas, a China trabalha na surdina e com planejamento bem elaborado.

Presumo que adotou os seguintes passos:

1 – Fundou o Asian Development Bank para financiar infraestrutura (portos, rodovias, pontes, aeroportos, silos, etc.) não apenas no país, mas especialmente no exterior, como já vem promovendo empréstimos à Turquia, Austrália, Índia, países asiáticos e Oriente Médio e nesta semana no Brasil, com mais de US$ 800 bilhões para aplicar. Através desses empréstimos em yuans e que devem ser amortizados nessa moeda, a China vai arregimentando adeptos para seu plano de comercialização internacional em yuans. Claro está que para formar reservas na moeda chinesa, esses países beneficiários dos empréstimos têm de exportar produtos para a China, não em dólares, como é atualmente, mas em yuans.

2—Estão criando acordos com vários países para que o comercio internacional seja expresso em yuans como moeda reserva global. Já tem o apoio assinado por 24 países entre eles a Rússia, Índia, países asiáticos, Austrália, Turquia, vários integrantes da América Latina e vejam quem mais, Arábia Saudita, e países integrantes da OPEP. Esses acordos tendem a diminuir a importância dos EUA no mercado internacional tornando, em futuro próximo, o Yuan a moeda dominante.

3—Fixar o yuan como moeda para débitos e investimentos. Muitos empresários e investidores estão cansados de não terem onde aplicar suas economias, pois o dólar oferece taxas de remuneração negativas, abaixo da inflação ou próximas de 0,25%. Ademais a constante emissão de moedas pelos EUA traz insegurança em relação ao comportamento da inflação.

Dollar vs. Yuan - Torn hundred dollar bill with Mao from yuanOs chineses criaram um novo produto, o ‘dim sum’ bonds que rendem algo em torno de 2,5 a 3,0%, portanto mais de dez vezes o rendimento dos títulos americanos cujas taxas estão próximas de zero a 0,25%. Esses títulos ainda são pouco expressivos, em volume, em relação aos títulos americanos, mas estão crescendo exponencialmente e ganhando adeptos à medida que se tornam mais conhecidos e dessa forma a China vai avançando e ganhando maior participação no mercado dos EUA (‘market share’), enquanto este país declina. Então, agora faz sentido porque o FED, o banco central americano, está tão preocupado em aumentar as taxas de juros. Já não pode mais pintar e bordar como antes.

4—Tornar o comercio mundial de petróleo em yuans tirando a primazia do dólar. Os grandes produtores de petróleo aceitaram e fecharam acordos com a China nesse sentido. Claro está que o impacto para o dólar será desastroso.

5—Finalmente, o último passo está atrelado ao ouro, que como sabem, é o ativo que oferece refúgio em épocas de crise. Pois bem, a China é o maior produtor de ouro do mundo. Contudo, o ouro não aparece há vários anos na pauta de exportação da China. Então, pode-se deduzir que a China vem, há vários anos, estocando ouro, silenciosamente. Os EUA possuem em suas reservas 8.134 toneladas métricas de ouro. A China ninguém sabe. Alguns especialistas estimam em 2, 5 a 3 toneladas métricas, bem aquém dos EUA.

Em minha convivência de cerca de 10 anos com chineses, com os quais aprendi a filosofia taoísta, a meditação, as artes marciais do tai-tchi-chuan ao kung-fu, a medicina tradicional chinesa, os meridianos, acupuntura, a digitopuntura—o tuinah— desenvolvi grande admiração por esse povo obstinado, inteligente, devotado e de pensamento holístico. Uma de suas características é não revelar o que pensam, dissimulam, são discretos e mostram que são fracos naquilo que são fortes e fortes naquilo que são fracos. Então podem esperar porque sabendo que a oposição será cerrada no FMI eles vão com todas essas cartas na manga e surpreenderão quando apresentarem suas reservas em ouro iguais ou superiores ao do rival, fundamentando que querem retornar ao padrão ouro para dar estabilidade ao sistema financeiro internacional que não pode e não deve continuar à mercê de especuladores e de crises continuadas.

Na próxima semana estarei de volta. Poderão encontrar todas as Letters, referentes a este tema, no meu site diretamente aqui.

6 thoughts on “Letter 05–Guerra das moedas está em Curso

Deixe você também seu comentário: