Letter 01 – DÍVIDAS & DÉFICITS

Dagoberto Aranha Pacheco

Dollar vs. Yuan - Torn hundred dollar bill with Mao from yuan1 – Governos não produzem nada. Quem produz riquezas, seja em produtos, serviços, inovações e pesquisas é a iniciativa privada. Há que se ter em conta que se o governo de um país aumenta muito a carga tributária está retirando recursos da área produtiva e transferindo para a área improdutiva. Isso está acontecendo no Brasil onde os impostos consomem 5 meses e alguns dias da produção da iniciativa privada. O resultado você vê na prática, a economia não cresce, o que cresce é a pobreza que o governo propaga combater.

2 – Políticos prometem muito para serem eleitos, conquistar e conservar o poder. Para cumprirem as promessas que requerem gastos enormes, recorrem ao aumento de impostos. Estes têm um limite, se crescer demais as pessoas perdem o estímulo de trabalhar ou de assumirem maiores responsabilidades em cargos mais elevados, porque a relação custo benefício não compensa. As empresas pelo excesso da carga tributária, tornam-se menos competitivas e acabam encerrando as atividades gerando desemprego.

3 – Então se há um limite para o aumento de impostos o que faz o governo para manter a gastança? Recorre ao endividamento. Emite títulos da dívida do governo e atrai para si a poupança privada que poderia estar investindo na ampliação do próprio negócio, aumentando a produção e gerando empregos.  Por isso, a dívida crescente do governo tira o estímulo da produção e o PIB despenca. É o que está acontecendo agora com a Grécia, Portugal, Espanha, Itália e também com o Brasil e Venezuela.

4 – Quando o Governo gasta mais do que arrecada produz déficit, que é a diferença entre o que recolhe (impostos) e o que gasta. Os déficits anuais vão se somando às dívidas, porque para financiá-los o governo emite mais títulos e, como a oferta de títulos é sempre crescente, para aumentar a demanda o governo necessita oferecer taxas de juros mais altas e atraentes.  Taxas de juros mais altas tornam a dívida mais dispendiosa e cresce exponencialmente por causa do fenômeno da composição das taxas de juros, cujos juros são expostos a novos juros e assim a dívida cresce como uma bola de neve, no princípio pequena, mas que ao descer a montanha vai incorporando mais e mais neve até…bem, você já sabe o que acontece.

6 – Quanto mais o governo retira recursos dos membros produtivos da sociedade, menos produtivos eles se tornam.  Essa é a primeira lição da história do socialismo.

(Na próxima Letter, aplicarei estes conceitos para informar o que está acontecendo nos EUA e porque lá a coisa é diferente, mas as condições mundiais estão mudando aceleradamente e inevitavelmente vão afetar o seu bolso).

LETTER 1 LETTER 2LETTER 3

 

Deixe você também seu comentário: