out 062014
 
Dagoberto Aranha Pacheco, em 06/10/2014

Clipboard01

O índice Bovespa subirá forte nos próximos dias, como havia previsto, o dólar devolverá os ganhos recentes, mas fatores imprevistos ainda rondam o mercado.

DILMA tem o apoio da máquina oficial, dos partidos aliados e dos militantes petistas que são extremamente competentes.

AÉCIO mostrou confiança, determinação, competência e disposição de ir à luta mesmo quando o fenômeno Marina ofuscou sua campanha e um clima de desânimo e de desistência tomou conta de seus militantes, quase sempre muito fracos e indecisos.

Enquanto subsistir esse clima de renovadas esperanças da oposição a Bolsa subirá, mas não por razões técnicas e objetivas, tenham isso em mente.

Se no 2º turno Dilma vencer, todos sabemos que será mais do mesmo; se Aécio sair vencedor terá imensa dificuldade para governar, porque não terá maioria na Câmara e provavelmente também no Senado e lhe faltará apoio do governo de Minas, seu reduto eleitoral, que o perdeu vergonhosamente para o PT.

A reação da oposição ao seu governo – os petistas e aliados – será dura, constante, competente e sem tréguas, além de que o estado está totalmente aparelhado pelo PT. Será, por isso, uma luta inglória numa situação extremamente difícil, com a economia em grandes dificuldades e nem as melhores cabeças pensantes terão a chance de promover qualquer progresso. Como resultado, será o retorno triunfal de LULA, em 2018.

Quem viver até lá, verá.

 

Deixe um comentário seu:

%d blogueiros gostam disto: