AQUI NÃO SE ACEITA DINHEIRO EM PAPEL MOEDA

Clipboard01Em minha última viagem à Suécia tive a oportunidade de observar como funciona uma sociedade ‘cashless’. O comercio, em geral, não aceita dinheiro em moeda. A forma de pagar suas despesas é com cartão de crédito ou transferência direta por meio de seu smartphone. Isso funciona para qualquer consumo, até para uma Coca-Cola bem gelada. Aqui, no Brasil, as maquininhas da Cielo logo mais serão peças de museu. As vantagens para o comércio são várias, segundo apurei: não havendo caixa não há roubos nem pelos funcionários nem por assaltantes. A prática afasta os pequenos consumidores que ocupam lugar nas mesas de restaurantes e bares e gastam pouco, porque são pessoas sem poupança, sem conta bancária, sem celular e que usam pouco dinheiro que carregam nos bolsos.

Para os clientes é atrativo não ter de fazer várias visitas às ATMs para sacar dinheiro e serem assaltados logo em seguida. Para o país, significa economia de bilhões de dólares dos contribuintes para manter a circulação do dinheiro. Finalmente, para a Receita, ela contabiliza a movimentação das vendas do país e cobra os impostos sem a necessidade de fiscais corruptos.

Nos EUA a moda está pegando com os aplicativos da Apple, pelos quais a simples aproximação do celular ao caixa faz a transferência na hora do valor correto da compra, sem necessidade de senhas, CPF, nada!

Você já deve ter experimentado utilizar um taxi 99 ou o UBER e, ao final da corrida, simplesmente abrir a porta do taxi e sair, sem mexer na carteira, um item cada vez mais desnecessário nessa sociedade ‘cashless’.

Nos EUA, apesar das leis federais permitirem aos comerciantes fixarem suas próprias regras acerca de que tipos de pagamento aceitam, pelo menos ao que sei, um único estado, o de Massachusetts, considera ilegal não aceitar dinheiro em moeda.

Eu espero que ambos, EUA e China, ao comandarem a nova ordem financeira mundial que passará a ser implantada a partir de outubro de 2016, adotem políticas em parceria para dirigir a sociedade para o dinheiro digital, produzindo massivas economias em tempo, dinheiro e segurança no processo de pagamentos.

* * *

Deixe você também seu comentário: