A cúpula TRUMP vs KIM

Hoje estamos sem luz nesta progressista Alphaville. Não podendo trabalhar fui malhar na academia, mas os equipamentos são eletrônicos e dependem dessa força para nos dar força. Frustrado, voltei para casa, li o jornal e resolvi escrever no meu Note Book, enquanto a bateria suportar.

Dia 12 de junho haverá o esperado encontro de Trump e Kim Jong-un em Singapura. Vai ser uma festa divertida, não a percam.

O mandatário da Coreia do Norte tomou a providência de ir à China escutar os conselhos de Xi Jinping, o sábio ditador da China e um expert em estratégia e manipulação.

Voltou de lá todo sorrisos, transformado em ‘Lulinha Paz e Amor’. Estabeleceu uma linha de comunicação telefônica com a Coreia do Sul, o poderoso aliado dos EUA e um dos tigres asiáticos. Seu novo presidente, Moon Jae-in parece ter a cabeça na lua. Preparou uma recepção ao colega do Norte e num almoço de sincera acolhida ofereceu um bolo com o desenho das duas Coreias unificadas.

Fiquei com os olhos marejados de lágrimas ao ver exemplos de solidariedade humana tão expressivas. Os coreanos que vivem no Brasil, fizeram manifestações festejando o fim das hostilidades entre as duas Coreias e a esperança da tão desejada unificação. É de enternecer os corações dos homens mais duros e maus. Até o Trump tuitou uma mensagem elogiando Kim pela boa vontade demonstrada, inclusive a de banir o tão falado e temido programa atômico.

Parece-me que muitas pessoas não param um minuto para pensar no que está acontecendo e o que há oculto por trás dos fatos evidenciados pela mídia mundial.

Então vou dar a minha versão, para que pensem comigo.

O sanguinário ditador da Coreia do Norte que não hesitou em matar o tio e o irmão por discordarem de sua linha de conduta, que fez o povo passar fome e necessidades, com a carência de quase tudo, ao gastar toda a receita da nação nesse plano mirabolante de tornar a Coreia do Norte uma potência bélica nuclear, o que já conseguiu, e para quê? Certamente para garantir a permanência de sua dinastia, herdada de seu falecido pai, que a herdou de seu avô, mesmo contra a vontade do Japão e EUA.

Pois bem, após um papinho com o Líder chinês, deseja agora a abolição total do arsenal atômico conseguido com grandes sacrifícios.

Não apenas isso, quer acabar com a guerra das Coreias. Unir-se num encontro de irmãos e unificar as duas Coreias.

Como um homem que queria destruir os EUA e, por consequência, explodir o mundo, mudou sua cabeça num milagre de santificação surpreendente, sob as sábias orientações de São Xi.

Alguém já pensou quem vai dirigir a Coreia unificada?

Qual resultado terá essa cúpula entre o presidente americano e Kim Jong-un?

O americano vai oferecer o final das sanções, colocar internet de satélite, construir estradas, pontes, incentivar o turismo, tornar a Coreia do Norte outro tigre asiático sob a égide dos EUA, desde que concorde com a extinção total do programa atômico.

Kim Jong-un dará um simpático sorriso e dirá estar completamente de acordo, desde que fique bem claro o que significa extinção total.

Daí em diante cada um pense o que quiser, mas que a mídia cairá sobre os EUA como o país arrogante que quer que o mundo faça o que eles digam, mas não o que eles fazem.

Estratégia! Manipulação!

1 thought on “A cúpula TRUMP vs KIM

  1. Li o artigo com muito interesse porque me interrogava também quem transformou Kim de um Saulus em Paulus, só Trump que acredita nisso. Marion Wüstner Alemanha

Deixe você também seu comentário: